Alimentação de bebês depois de 1 ano de idade: O QUE MUDA? O QUE POSSO INCLUIR?

Quando o bebê comemora seu primeiro ano de idade parece que nós mamães ficamos perdidas na alimentação... O QUE MUDA? O que pode incluir? O que preciso ainda evitar? 



Importante lembrar que a introdução alimentar dos bebês deve ser inciada a partir dos 6 meses (antes a recomendação é exclusivo leite materno ou fórmula infantil) mas não se encerra quando o bebê faz 1 ano. Ela continua pelo menos até o segundo ano de vida, devemos ainda seguir algumas orientações bem específicas para idade e continuar estimulando o paladar e apresentação de novos alimentos. 

Vejo que muitas famílias tem uma preocupação extrema com a alimentação dos filhos assim que inicia esse processo de apresentação de outros alimentos além do leite. 

Querem oferecer somente os alimentos permitidos, seguem a risca as recomendações, evitam 100% o uso sal e açúcar, além de evitar todo tipo de industrializado, e ainda nos dias de hoje, tentam uma alimentação orgânica ao máximo. E isso é ótimo, já que bebês realmente não precisam de nada disso! Precisam de ALIMENTOS DE VERDADE, o mais in natura possível, com seu sabor mais real, sem mascarar.  


Mas o que acabo percebendo é que quando o bebê completa 1 ano de idade muitas vezes agente se "perde" na alimentação dos pequenos. A recomendação mais "simples" dita pelos pediatras e profissionais é: agora é oferecer a ALIMENTAÇÃO DA FAMÍLIA. 

Mas algo que deveria ser "simples" vem acompanhada de todas as dúvidas possíveis. O que pode incluir no cardápio? O que ainda deixo de fora das preparações? E sobre o leite, qual escolher? 

Bom, vou tentar listar aqui de forma bem simples o que "muda" na alimentação depois dos 365 dias de vida. 

Você pode incluir o LEITE DE VACA e seus derivados (queijo, iogurte, manteiga, requeijão...). Se você ainda amamenta ao peito não há necessidade de incluir outro tipo de leite na alimentação, mas você pode variar o cardápio  incluindo um queijo ou iogurte nos lanches. Se você não amamenta, é legal conversar com o nutricionista ou Pediatra para juntos escolher o melhor leite de acordo com as necessidades do seu filho, leite de vaca puro ou fórmula de transição 3. 

E sobre qual iogurte escolher, dê preferência para o IOGURTE integral natural sem sabor. Você pode bater ele com fruta para dar o "sabor", apesar de que bebês possuem o paladar neutro e muitas vezes aceitam o iogurte natural puro sem nenhuma mistura. Com manga e morango são os prediletos aqui em casa. 

A partir de um ano você pode começar a preparar as comidinhas com um pouquinho de SAL. Por isso se fala muito em "oferecer a alimentação da família". Mas lembre-se que o sal deve ser incluído aos poucos na alimentação. Além do mais, ninguém deveria consumir sal em excesso. Não precisa ser nenhum tipo de sal especial (rosa, light, o Himalaia), use o sal Marinho com muita moderação. Uma dica legal é incluir por exemplo as preparações de leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico) e carnes com sal (assim fica prático para cozinhar para todo mundo) e  deixe os vegetais, legumes e cereais (exemplo o arroz) sem sal. 

A TEXTURA e CONSISTÊNCIA é algo que deve ser observada desde o início da introdução alimentar. No início (quando o alimento oferecido por papinhas, diferente do BABY-LED WEANING que oferecemos em pedaços) oferecemos tudo esmagado com o garfo para o bebê, nunca devemos oferecer liquidificados, nem passar no mixer, nem coar os alimentos. Mas é importante irmos progredindo essa textura para cada vez menos precise ser amassados, e ao poucos vamos oferecendo os alimentos picadinhos

Claro, que podemos usar do nosso bom senso, não vamos oferecer um alimento muito duro, mas basicamente todos os alimentos ficam inteiros (legumes, arroz, feijão, carnes bem picadinhas, frutas em pedaços ou inteiras).  Aqui se reforça então a recomendação "Comida da Família". 

DOCES devem ser ainda evitados. AÇÚCARES a recomendação é evitar ao máximo até os 2 anos de idade.  Açúcar Branco, Demerara, Mascavo, de Coco, tudo é açúcar. Isso vale também para o MEL. Pelo risco de botulismo o mel estaria liberado a partir de um ano, mas é doce igual e acaba viciando o paladar, então para que oferecer se o bebê não sente falta daquilo que não conhece? Tantas receitinhas sem açúcar disponíveis que o cardápio não vai ficar chato não. 

O que deve ser evitado até o máximo possível, mas pelo menos até os dois anos de idade são os INDUSTRIALIZADOS. Alimentos processados são cheios de conservantes, corantes, aromatizantes e vários outros "antes" totalmente dispensáveis na alimentação dos pequenos (e dos grandinhos também). Quando for comprar um alimento embalado, um industrializado, dê uma lida no rótulo e na lista de ingredientes, quanto menos ingredientes tiver, melhor. 

Aqui em baixo vou deixar algumas fotos para Inspirar dos pratinhos do almoço que servia para o Benjamin quando ele completou 1 ano de idade!!! 

ALMOCINHO DO BEN

Aipim + Feijão Preto + Carne de Gado Picadinha + Suflê de Couve Flor + Tomate Cereja
 Polenta de Milho + Molho de Frango Desfiado com tomate + Arroz + Lentilha + Cenoura ralada fina + Chuchu Cozido
 Arroz + feijão + Pimentão Verde recheado com carne moída + Batata cozida + Vagem + Cenoura 
 Arroz Integral + feijão + Aipim Cozido + Carne de Panela + Chuchu cozido + Espinafre refogado com cebola 


Comentários

Postagens mais visitadas